Eventos

Os Seminários A Arte da Bibliografia se propõem um fórum interdisciplinar de atores acadêmicos e de outros perfis de pensadores dedicados aos estudos do livro, do documento e da informação, permitindo o estabelecimento de um cenário propício para a construção de novas abordagens científicas e tecnológicas.

 

O I Seminário Internacional "A Arte da Bibliografia: ferramentas históricas, problemas metodológicos e práticas contemporâneas” ocorreu no dia 04 de dezembro de 2014, no Salão Pedro Calmon, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

O evento foi uma realização do grupo de pesquisa “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes”, a partir do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), do Departamento de Biblioteconomia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP). Contou com a parceria do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília (PPGCINF/UnB), Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (PPGB/Unirio) e Biblioteca Universitária - Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais (BU-SB/UFMG).

 

A conferência "Nas bases da bibliografia: reflexões sobre uma longa história”, da Profa. Dra. Giulia Crippa (CID/FFCLRP/USP), abriu o evento. Mediada por Andre Vieira de Freitas Araujo (CBG/UFRJ), a conferência teve como foco central uma reflexão histórica sobre o “gesto bibliográfico” como uma ação anterior à invenção da Modernidade. Crippa conduziu sua fala a partir de uma fonte cristã-medieval: De Institutione Divinarum  Litterarum, de Cassiodoro (Séc. V).

 

O evento contou ainda com 11 comunicações orais, distribuídas em três mesas temáticas, a saber:

 

Mesa 1 - A Bibliografia  e  suas  ferramentas históricas: 1.1 “Pioneirismo bibliográfico em um polímeta do Séc. XVI: Conrad Gesner”, por Andre Vieira de Freitas Araujo (CBG/UFRJ); 1.2 “A posição da Bibliografia na epistemologia de Gabriel Peignot: notas sobre o pensamento bibliográfico no Setecentos”, por Gustavo Saldanha (IBICT-PPGB/UNIRIO); 1.3 “Bibliografia: caminhos da história contada e da história vivida”, por Eduardo Alentejo (EB/UNIRIO);

Mesa 2 -  A Bibliografia e seus problemas metodológicos: 2.1 “O gesto bibliográfico: anotações tensivas”, por Vinícios Souza de Menezes (Doutorando/IBICT); 2.2 “A bibliografia no Brasil segundo os preceitos Otletianos: a liderança da Biblioteca Nacional e outras ações”, por Carlos Henrique Juvêncio (Doutorando/FCI-UNB); 2.3 “Bibliografia, métricas e visualização de dados: como  compor  um  universo comum de conhecimento?”, por Marina Boechat (Doutoranda/ECO-UFRJ); 2.4 “Práticas bibliográficas na biblioteca universitária: caminhos para o acesso e para a preservação do objeto bibliográfico”, Diná Marques (Bibliotecária/UFMG - Mestranda/ ECI/UFMG);

Mesa 3 -  Práticas contemporâneas na arte bibliográfica: 3.1 “Do Instituto Internacional de Bibliografia ao Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação: entre repertórios e repositórios”, por Lena Vania Ribeiro Pinheiro (IBICT); 3.2 “1001 pensamentos que você deve refletir antes de bibliografar: exercícios de Bibliografia”, por Laffayete Alvares Junior (EB/UNIRIO); 3.3 “Perspectivas de parcerias e intercâmbios entre o Mundaneum e universidades públicas brasileiras em um contexto de internacionalização da pesquisa científica”, por Georgete Medleg Rodrigues (UnB); 3.4 “Bibliotecas, catálogos e coleções”, por Amir Brito Cadôr (UFMG).

Stephanie Manfroid (Diretora-chefe dos Arquivos Mundaneum) ministrou a conferência de encerramento Le Centre d’Archives du Mundaneum: les sources d’une aventure documentaire. Com mediação de Carlos Henrique Juvêncio (Doutorando/FCI-UNB), Stephanie apresentou as características dos Arquivos Mundaneum enfatizando em que medida as fontes hoje preservadas constituem o motor da instituição. Também discutiu o potencial do Centro para realização de intercâmbios internacionais.

Na mesa de encerramento ‘A Arte da Bibliografia em Perspectiva’, coordenada pelos professores Andre Vieira de Freitas Araujo, Giulia Crippa e Gustavo Saldanha, discutiu-se um painel sobre a continuidade dos estudos temáticos em Bibliografia, a partir do evento.

Paralelamente ao Seminário, ocorreram ainda as seguintes atividades: lançamento do livro de Giulia Crippa, “Poéticas da informação: representações artísticas e literárias de livros, bibliotecas e de seus protagonistas”; homenagem aos 60 anos de fundação do Instituto Brasileiro e Informação  em  Ciência  e  Tecnologia  (IBICT);  exposição demonstrativa  da  coleção  particular  de  livros  de  artista  de  Amir  Cadôr e  exposição “Memória dos Acervos Formadores da Unirio”, com acervos de Bibliografia. 

Em termos quantitativos, o Seminário contou com a presença efetiva de 160 participantes (alunos, professores, pesquisadores e outros profissionais), o que aponta para um resultado plenamente satisfatório.

 

Os trabalhos apresentados no Evento foram publicados como artigos de periódicos na revista Informação & Informação (http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/issue/view/987).

 

O II Seminário Internacional “A Arte da Bibliografia: História, natureza e relações (inter) disciplinares” ocorreu nos dias 03 e 04 de dezembro de 2015, na Biblioteca da FEA da Universidade da Universidade de São Paulo (USP).

 

O evento foi uma realização do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade de São Paulo (PPGCI-ECA-USP), do Departamento de Biblioteconomia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do grupo de pesquisa “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes” (a partir do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP).

Estiveram envolvidos na preparação e execução do Seminário os seguintes grupos de pesquisa: “Bibliotheca Disciplinata” (USP); “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes” (IBICT); “Grupo TEMMA” (USP); alunos e docentes do PPGCI-ECA/USP, alunos do Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CBG-UFRJ), alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (PPGCI-IBICT) e funcionários da Biblioteca da FEA-USP. O evento também contou com a parceria do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UnB (PPGCI-UnB) e do Dipartimento di Beni Culturali (Università di Bologna – Campus di Ravenna).

 

Tratando-se de um evento de médio porte, obteve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) (Processo n. 2015/14779-5) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) (Processo PAEP n. 4149/2015-21). Os trabalhos versaram sobre as origens da Bibliografia, principais expoentes, evolução histórica, produtos bibliográficos, instrumento e objeto de reflexão nas artes, entre outros.

 

A abertura do evento foi coordenada por Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ) com os seguintes integrantes da mesa: Margarida Kunsch (Diretora da ECA-USP), Marcelo dos Santos (coordenador do PPGCI-ECA-USP), Margarida Maria de Souza (Diretora  da Biblioteca FEA-USP), Laucivaldo Cardoso de Oliveira (SIBI-USP) e Marilda Lopes Ginez de Lara (PPGCI-ECA-USP, presidente do Evento).

 

A conferência inaugural foi proferida pelo Prof. Dr. Alfredo Serrai, da Università degli Studi di Roma, e realizada por vídeo conferência gravada, traduzida e legendada pela Profa. Dra. Giulia Crippa (FFLCH-RP; PPGCI-ECA-USP).

 

O formato do evento compreendeu, além da conferência inaugural, duas palestras, três mesas-redondas e uma conferência final, reunindo perspectivas diferentes sobre o tema principal do Evento, a Bibliografia:

 

1) Mesa Redonda 1 - Catálogos Editoriais, Lugares Literários e Visualidade, coordenação de Marilda Lopes Ginez de Lara (PPGCI-ECA/USP): 1) Wesley Augusto Nogueira (PPGCI-ECA/USP): “O livro como uma força na história: a bibliografia como fonte de informação e método de pesquisa”; 2) Willian Eduardo Righini de Souza (PPGCI-ECA-USP): “O catálogo editorial e a bibliografia como fontes de pesquisa: avanços e desafios na era digital”; 3) Patrícia Osses (artista plástica/PPGAV-ECA-USP): “O lugar literário e suas visualidades”; 4) Joaci Pereira Furtado (IACS-UFF): “A sorte deste mundo: percursos de Marília de Dirceu no século XIX”;

 

2) Palestra: Nelson Schapochnik (FE-USP): “D. F. McKenzie no Brasil? notas para a sua recepção crítica”, mediação de Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira (PPGCI-ECA/USP);

 

3) Palestra: Profa. Dra. Giselle Beiguelmann (FAU-USP): “O livro depois do fim do e-livro”, mediação de Gabriela Previdello (PPGCI-ECA-USP);

 

4) Mesa Redonda 2 - História da Bibliografia e modernidade, coordenação de Nair Yumiko Kobashi (PPGCI-ECA-USP): 1) Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ): “Confusa e irritante multidão de livros: relações entre o contexto histórico-informacional da Europa Moderna e a estrutura documentária de Bibliotheca Universalis, de Conrad Gesner”; 2) Gustavo Saldanha (UNIRIO/PPGCI-IBICT): “Modernidade: uma impressão”; 3) Giulia Crippa (FFCLRP-USP; PPGCI-ECA/USP): “A expansão do domínio da bibliografia entre arte, técnica e tecnologia”; 4) Marisa Midore Deaecto (CJE- ECA/USP; PPGHE/FFLCH-USP): “Listar, Classificar, Catalogar. Uma análise do repertório bibliográfico da Faculdade de Direito de São Paulo e seus pontos de contato com a cultura letrada da cidade (1825-1887)”;

 

5) Mesa Redonda 3 - Bibliografia, Documentação e Organização do Conhecimento, coordenação de Johanna Smit (PPGCI-ECA/USP): 1) Luciana Corts Mendes (PPGCI-ECA/USP): “O Movimento Bibliográfico: organização do conhecimento no contexto da modernidade”; 2) Amanda Pacini de Moura (PPGCI-ECA/USP): “O documento no mundo, ou a documentação como fenômeno: observações sobre o conceitual e o político em Paulo Otlet”; 3) Carlos Henrique Juvêncio (FCI/UnB): “A Bibliografia Nacional brasileira: histórico, reflexões e inflexões”; 4) Cristina Dotta Ortega (ECI/UFMG): “A construção do conceito de documento e as vertentes constituintes do campo”.

 

A conferência de encerramento Je suis Gesner!: la costituzione dela disciplina bibliografica com Conrad Gesner; uma lesione per la contemporaneitá foi proferida pala Professora Dra. Fiammetta Sabba (Universitá di Bologna - Campus di Ravenna, e mediada por Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ) e traduzida por Giulia Crippa (FFCLRP/USP; PPGCI-ECA/USP).

 

Compuseram a mesa de encerramento Marilda Lopes Ginez de Lara (Presidente do Evento/PPGCI-ECA/USP); Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ); Giulia Crippa (FFCLRP/USP; PPGCI-ECA/USP) e Gustavo Saldanha (UNIRIO; PPGCI-IBICT).

 

Nos dois dias de evento, compareceram 121 participantes e foram computadas 829 visualizações no IPTV-USP até o dia 18/12/2015. Entre os participantes, estiveram presentes estudantes de graduação, estudantes de pós-graduação, docentes da área de Ciência da Informação e de áreas correlatas (História, Editoração, etc.), Profissionais da área de Ciência da Informação e correlatas.

 

O evento foi transmitido on-line pelo IPTV-USP, para o que contou com a colaboração da FEA-USP. A gravação da transmissão está on-line para consulta permanente, no endereço : http://iptv.usp.br/portal/video.action?idItem=32287. Os trabalhos apresentados no Evento foram publicados, em agosto de 2016, em um número especial da InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação.

(http://www.revistas.usp.br/incid/issue/view/8908).

O III Seminário Internacional “A Arte da Bibliografia: as faces culturais do gesto bibliográfico” foi organizado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pelo Departamento de Biblioteconomia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pelo grupo de pesquisa “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes” (a partir do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)) e pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP). A presidência do evento ficou sob a responsabilidade de Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ).

Foi sediado pelo Instituto Cultural Amilcar Martins, em Belo Horizonte, no dia 07 de dezembro de 2016, entre 8:30h e 18:30h. O evento reuniu a Escola de Ciência da Informação da UFMG, o Colegiado da Graduação em Biblioteconomia da ECI UFMG, o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG e o Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da UFMG. A temática central desta edição foi: “As faces culturais do gesto bibliográfico”. A conferência de abertura foi ministrada pelo pesquisador italiano da Universidade de Parma, Alberto Salarelli, intitulada, “Para além da falha digital: as duas perspectivas da Bibliografia”, realizada via vídeo, com legendagem de Giulia Crippa. O evento contou com duas mesas-redondas, a primeira tratando “Da cultura à ciência: história, técnica, tecnologia e epistemologia”; a segunda, “Da ciência à sociedade: ciência, arte, literatura e raridade bibliográfica”. A conferência de encerramento foi ministrada por André Vieira de Freitas Araújo (UFRJ), sob o título de “Os 500 anos do pai da Bibliografia: da celebração ao gesto bibliográfico de Conrad Gesner (2016-1516).”  Os trabalhos apresentados no Evento foram publicados, em 2017, em um número especial da revista Perspectivas em Ciência da Informação.

 (http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/issue/view/176).

Realizado pelo Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), pelo Departamento de Biblioteconomia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pelo grupo de pesquisa “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes” (a partir do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)) e pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP), o IV Seminário Internacional “A Arte da Bibliografia: relações histórico-epistemológicas entre Bibliografia e Biblioteconomia”,  ocorreu em 08 de dezembro de 2017 na cidade de Vitória.

Esta edição do Seminário desenvolveu suas discussões históricas, epistemológicas e aplicadas tecidas nas edições anteriores, colocando em diálogo pesquisadores estrangeiros e brasileiros, docentes e estudantes de pós-graduação e graduação, bem como profissionais dos domínios da informação, do livro e do documento.

O evento, sob a coordenação geral de Andre Vieira de Freiras Araujo (UFRJ), envolveu a direção de pós-graduação da UFES, sob o nome de José Geraldo Mill, a direção do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas da UFES, no nome de Rogério Naques Faleiros, e o Departamento de Biblioteconomia, organizador local do evento, a partir do nome de José Alimateia Aqui Ramos, chefe do departamento, e de Neusa Balbino, coordenadora local do Seminário.

A conferência de abertura foi ministrada por Marilda Lopes Ginez de Lara (USP), com mediação de Cristina Ortega (UFMG), sob o título “O conceito de Bibliografia, ou os conceitos de Bibliografia”. O programa do evento contou com duas mesas-redondas, a saber:

A mesa-redonda 1, coordenada por Diná Araújo (UFMG), contou com as palestras: 1) "Com os olhos na história da Bibliografia na Idade Média tardia: obras de François de Rabelais" - Vanildo Stieg (UFES); 2) “De indicibus librorum: a arte de indicialização em Conrad Gesner” -Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ) ; 3) “Contribuições de Andrew Maunsell à catalogação” - Marcelo Nair dos Santos (UFES) e 4) “O gesto bibliográfico na invenção da história da arte (Século XVI)" -Giulia Crippa (USP) 

O evento contou com duas palestras de pesquisadores estrangeiros, a saber, “Sapere aude (dizia Kant): a Bibliografia, uma ordem do discurso no Século XXI?”, de Attilio Mauro Caproni (Prof. Titular de Bibliografia / Universidade de Udine e Florença), sob apresentação sintética do texto de Gustavo Saldanha (IBICT-UNIRIO) e "Em sentido amplo e em sentido estrito" (R. Blum). Dinâmica epistemológica entre Bibliografia e Biblioteconomia”, por Andrea Capaccioni (Universidade de Perugia), via vídeo, legendada por Giulia Crippa (USP)

A mesa-redonda 2, coordenada por Gleice Pereira (UFES), contou com as palestras: 1) “A fundamentação epistemológica da Bibliografia entre Robert Estivals e Jean Meyriat: notas de um discurso francês” - Gustavo Saldanha (IBICT-UNIRIO); Viviane Couzinet (Université Paul Sabatier - Toulouse – França); 2) “A bibliografia endereçada a formação de professores alfabetizadores e formação de leitores no Espírito Santo: anos de 1960” - Neusa Balbina de Souza (UFES); 3) “O espaço-tempo da Bibliografia e do documento: reflexões sobre epistemes e mediações” - Maira Cristina Grigoleto (UFES); 4) “Modelos Conceituais Ontológicos para a Representação Bibliográfica de Recursos Multimídia na Web” - Rachel Cristina Mello Guimarães (UFES) e Daniela Lucas da Silva Lemos (UFES).

O evento contou ainda com conferência internacional de encerramento “Ebert vs Schrettinger: da lógica cultural (Bibliografia) à logica bibliotecária (Biblioteconomia)?, por  Fiammetta Sabba (Universidade de Bolonha).

Os trabalhos apresentados no Evento foram publicados, em 2018, em um número especial da revista Informação & Informação.

 (http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/issue/view/1425).

O V Seminário Internacional “A Arte da Bibliografia A Bibliografia entre o local e global: perspectivas históricas e aplicadas” foi uma realização do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (PPGCI UFPE), Departamento de Biblioteconomia Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), grupo de pesquisa “Ecce Liber: filosofia, linguagem e saberes” (a partir do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)) e Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP). O evento ocorreu em 06 e 07 de dezembro de 2018 na cidade de Recife.

Teve como conferências de abertura:  “Questions de bibliographie : regardsdessciences de l'information et de la communication françaises – Partie 1”, por Viviane Couzinet (Université Toulouse III), “Questions de bibliographie : regardsdessciences de l'information et de la communication françaises – Partie 2”, por Patrick Fraysse (Université Toulouse III) e “Os almanaques e a circulação social dos objetos culturais: catálogos, bibliografias, coleções e rastros de leitura”, por Regina Marteleto (IBICT-UFRJ).

Na Mesa-redonda 1, “Perspectivas Históricas da Bibliografia”, foram apresentadas os palestras: 1) “A produção científica brasileira sobre estudos bibliográficos: uma análise diacrônica”, por Leilah Santiago Bufrem (UFPE); 2) “Estudos bibliográficos em Pernambuco: panorama histórico e contemporâneo”, por Murilo Silveira (UFPE); 3) “Bibliografia de Bibliografia: a contribuição de Edson Nery da Fonseca”, por Gilda Verri (UFPE).

Esta edição do evento contou, pela primeira vez, com duas mesas de comunicações orais decorrentes da submissão prévia de trabalhos.

Na Mesa-redonda 2, “Perspectivas Epistemológicas da Bibliografia”, foram apresentadas as palestras: 1) “De indicibus librorum e a arte da indicialização em Conrad Gesner (parte II): ilustração e aplicação”, por Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ); 2) “O discurso biobibliográfico em Gabriel Peignot”, por Gustavo Saldanha (IBICT - UNIRIO) 3 3) “Da bibliografia à bibliometria: um xeque-mate teórico?”, por Giulia Crippa (USP-Ribeirão Preto).

Na Mesa-redonda 3, “Perspectivas Aplicadas da Bibliografia”, foram apresentadas as palestras: 1) “A bibliografia como subsídio para o debate de questões sociais”, por Raphael Cavalcante (Câmara dos Deputados); 2) “Inventários bibliográficos: experiência na Fundação Joaquim Nabuco”, por Lúcia Gaspar (Fundação Joaquim Nabuco); 3) “Acervo histórico da Faculdade de Direito do Recife em repertórios bibliográficos”, por Karine Vilela (UFPE).

A conferência encerramento “Clavis bibliothecarum: novas achegas para a história das bibliotecas em Portugal” foi proferida por Luana Giurgevich (Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia - CIUHCT) e mediada por Andre Vieira de Freitas Araujo (UFRJ).

 

"Bibliologie (qui est'la théorie de la Bibliographie) présente l’analyse des connaissances humaines raisonnées, leurs rapports, leur enchaînement et leur division."

Gabriel Peignot (1802)

Dictionnaire raisonné de Bibliologie